Helena Arcoverde

manhãzinha

Posted in Poesia by helenarcoverde on 01/04/2017
por helena sobral arcoverde
os rastros da manhã se estraçalham
sob a intolerância da claridade
`a mercê da rua, me alinho com a terra do acostamento
com o gato na cumeeira
com o constrangimento das margaridas
maltratadas pela geada da noite
com o reacender dos galhos
sob o ímpeto do dia
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: