Helena Arcoverde

Dando um tempinho

Posted in Sem categoria by helenarcoverde on 18/06/2016

Estou cuidado de dois outros projetos que me tomam bastante tempo. Por isso, ficarei um tempo sem postar novas produções. Mas não demorarei a retornar. Até mais.

Metod produção texto e outros comentários

Posted in Sem categoria by helenarcoverde on 23/04/2013

Meus dois últimos contos foram – “As rosas marrons” e “O ônibus”. O primeiro é mais recente e o último existe há algum tempinho e é meu favorito-por enquanto.  Em geral planejo bem minhas estratégias ao escrever, mas “O ônibus” foi meio “de chofre” e, pelo menos dessa vez, parece ter dado certo. Não disponibilizo todos os que tenho (não são tantos assim) porque sempre reservo um pouco para um eventual material escrito que ainda editarei (juntamente com os já publicados). Os poemas, no entanto, praticamente disponibilizo tudo que escrevo (possuo apenas um inédito). Como disse anteriormente alguns textos “parecem querer desfrutar”  de certa autonomia e “O ônibus” é um dos exemplos.

Método dos textos produzidos

Posted in Sem categoria by helenarcoverde on 20/10/2012

Ao produzir algum texto busco, embora nem sempre seja possível, não podar o que escrevo. Após a escrita chego a cortar cerca de 30% do que foi feito, sintetizando sem perdas do significativo. Trabalho em cima de expressões que considero mais significativas. É um método presumo usual.  Algumas vezes inutilizo todo o texto, abandono-o por inteiro, mas isso é incomum. Nestes casos não deixo registro, mesmo que alguma parte seja aproveitável. Inúmeras vezes deixo-o intacto, embora o mais comum seja excluir trechos.Levo entre 20 a 40 m pra escrever um conto, mas posso levar mais tempo cortando ou substituindo palavras ou expressões. Demoro escrevendo poesias, gênero que tenho mais dificuldade, neste caso o tempo varia da rapidez à demora. Busco produzir tanto sob a égide da disciplina quanto da inspiração. Já para crônicas o tempo de produção é pequeno, entre 15 a 20 minutos e só as escrevo quando tenho um tema motivador. Nenhuma fugiu dessas características. Provavelmente demoraria três vezes mais se estas fossem sob encomenda. Hoje, se fizesse uma varredura no blog – existente desde 2009 –  reduziria  um terço da produção, não sei se o farei, talvez não. Com relação aos poucos artigos estes seguem as normas e o tempo de produção varia entre dois a três dias se eu já tiver o assunto fundamentado. Procuro produzir e fazer poucas citações, uma vez que considero-o uma produção minha e não de outros. Claro que nunca será exclusivamente de alguém porque sempre se assenta em pressupostos, estudos e teorias já existente seja para corroborar ou refutar o que se faz. Atualmente opto pelo ensaio ao invés de artigos (ao contrário do que previ, farei dois para um Congresso em CTBA do qual apreciei participar)- pois tenho mais liberdade . Para ensaios a meta é ser mais concisa.

Tagged with: , , ,

Postada anteriormente: Por que eu amo Billie

Posted in Sem categoria by helenarcoverde on 19/10/2012

Queixosa, aconchega-se em todos os cantos; não invade, inunda; emerge a alma mesmo dos que não a possuem; lamenta em vão o concreto sobre o etéreo, a vida sobre a morte, a posse sobre o amor; exalta o não perceptível; desfaz da eternidade da fortaleza, da perpetuação da água sobre a pedra, da companhia sobre a solitude, do reducionismo da unicidade. Assim é a voz de Billie Holiday. Por isso eu amo Billie.

Tagged with: , , ,

O que ler aqui

Posted in Sem categoria by helenarcoverde on 17/10/2012

Ao final  – em posts mais antigos – vários contos , crônicas e alguns ensaios sobre cinema. Vez por outra algum poema, não deixe de ler.